Alice Wegmann desabafa e diz que chorou no final das gravações de “Onde Nascem os Fortes”

Alice Wegmann como Maria, sua personagem na série Onde Nascem os Fortes – Foto: Reprodução/ Instagram

Intérprete de Maria na série Onde Nascem os Fortes, Alice Wegmann usou sua página no Instagram para falar sobre o término das gravações.

Na rede social, a atriz contou que ficou triste com o fim do trabalho, e que chorou ao recapitular os quatro meses de gravação no sertão paraibano.

“É importante reconhecer a tristeza, e é importante senti-la, ainda que doa. Tudo bem não estar bem, às vezes. Acordei nos últimos dias sabendo que seriam dias difíceis. E aceitei isso. É bom chorar. Eu adoro, mesmo que não faça isso tanto”, começou.

“Sentir é bom. Quando uma coisa está perto do fim, a gente começa a recapitular tudo desde o início. Vai puxando lembranças que se perderam por aí. Hoje eu lembrei desse dia em que chorei vendo o pôr do sol no Lajedo”, continuou.

“Lembrei de colocar a mão para fora da janela na estrada de terra e de jogar um jogo com o vento. Lembrei do quanto o sertão me provocou. Lembrei dos amigos que fiz com esse trabalho. Lembrei do susto que levei sendo convidada para cá e lembrei de vezes que pensei que essa personagem estava, para mim, escrita nas estrelas”, disse.

“Lembrei do quanto vai ser difícil me despedir dela. Tem dias que a porta do elevador abre e o vizinho te dá boa noite e os seus olhos enchem d’água porque sim. E tá tudo bem. Ainda que doa. É bom sentir”, completou.

LEIA MAIS:

BBB7: Iris reencontra Alemão e Flávia Viana
Luísa Sonza sensuliza de calcinha e sutiã
Andressa Suita ostenta o barrigão do 2º filho

Veja mais notícias de Famosos.

é importante reconhecer a tristeza, e é importante sentí-la, ainda que doa. tudo bem não estar bem, às vezes. acordei nos últimos dias sabendo que seriam dias difíceis. e aceitei isso. é bom chorar. eu adoro, mesmo que não faça isso tanto. sentir é bom. quando uma coisa está perto do fim, a gente começa a recapitular tudo desde o início. vai puxando lembranças que se perderam por aí. hoje eu lembrei desse dia em que chorei vendo o pôr do sol no Lajedo. lembrei de colocar a mão pra fora da janela na estrada de terra e de jogar um jogo com o vento. lembrei do quanto o sertão me provocou. lembrei dos amigos que fiz com esse trabalho. lembrei do susto que levei sendo convidada pra cá e lembrei de vezes que pensei que essa personagem estava, para mim, escrita nas estrelas. e lembrei do quanto vai ser difícil me despedir dela. tem dias que a porta do elevador abre e o vizinho te dá boa noite e os seus olhos enchem d’água porque sim. e tá tudo bem. ainda que doa. é bom sentir.

Uma publicação compartilhada por Alice Wegmann (@alice.weg) em

Comentários