Carolinie Figueiredo critica Caio Blat por incentivar o machismo em publicação polêmica

Carolinie Figueiredo criticou a atitude de Caio Blat na web – Foto: Reprodução/ Instagram

Carolinie Figueiredo usou sua página no Instagram, nesta quarta-feira (25/04), para criticar uma publicação feita por Caio Blat na rede social.

Na última terça-feira (24/04), o ator compartilhou uma foto em que aparece ao lado de uma mulher, e escreveu: “Bruta não, mal domada”, comentou.

Embora a mesma frase estivesse escrita na camiseta usada pela mulher, a reprodução da frase por Caio Blat foi considerada como incentivo ao machismo, causou o maior burburinho e gerou muitas reclamações.

“Porque não é engraçado incentivar a ‘domesticação de mulheres’? Ontem eu estava dentro do meu carro numa discussão sobre um ponto que discordávamos. Em certo momento a pessoa se descompassou nas emoções e começou a gritar comigo que a conversa estava encerrada. Gritou, xingou, ameaçou e mandou eu me silenciar (o famoso cala boca com outros tons)”, começou Carolinie.

Postagem de Caio Blat gerou muitas críticas na web – Foto: Reprodução/ Instagram

“Eu, dentro do meu carro, feminista, empoderada, consciente e escritora sobre a libertação da mulher. Eu, por pensar diferente, eu, por expor o que penso… eu independente e autônoma fui ameaçada com palavras duras e golpes na autoestima por um homem que não se julga machista”, disse.

“Domar: reduzir à obediência submetendo-o pela força bruta ou à custa de exercício e ensino; amansar. Domesticar: … do modo que possa servir ao homem. Parece piada, mas a graça é a base do machismo estrutural (aquele que a gente nem sente, é tão arraigado que as próprias mulheres reproduzem quando não entendem o que está por trás). E o que está acima dessa pirâmide sendo sustentada pelas piadas? Agressores, violência emocional, física e até feminicídio”, diz ela no texto (veja mais abaixo).

Além de Carolinie, outras famosas se posicionaram nos comentários da foto postada pelo ator.

Maria Casadevall questionou:

“Onde está a piada? Por que faz rir a ideia que uma mulher tenha que ser domada? Supremacia de macho? Se alguma coisa tem que ser domada são ideias e comportamentos que fabricam piadinhas aparentemente inofensivas que apenas servem para legitimar o funcionamento de nossa sociedade doentio e machista que mata muitas mulheres todos os dias. #machistasnãopassarão”, escreveu.

Maria Casadevall criticou Caio Blat após a postagem – Foto: Reprodução/ Instagram

A atriz Guta Stresser também deixou sua opinião na postagem:

“Maria Casadevall é uma MULHER em cima do cavalo. É ela que doma o cara e arrasta… sou selvagem e chucra como um cavalo “mal domado”, dona do meu nariz e das minhas escolhas. E senso de humor ainda tenho… Entendo que o colega fez uma piada. Eu sou “mal domada” o que significa que ninguém “monta” em mim! Sou dona do meu nariz e mais feminista que muitas que levantam a bandeira mas só fazem correr atrás de um macho! Pronto, falei!”, escreveu.

Johnny Massaro foi outro artista que acessou a postagem e acabou sendo duramente criticado ao comentar; “Te venero”.

LEIA MAIS:

Vídeo: Deborah Secco devora pão com ovo
Rafa Brites ensina truque de maquiagem
Tirullipa entrega trollagem de Anitta

Veja mais notícias de Famosos.

Porque não é engraçado incentivar a “domesticação de mulheres”? Ontem eu estava dentro do meu carro numa discussão sobre um ponto que discordávamos. Em certo momento a pessoa se descompassou nas emoções e começou a gritar comigo que a conversa estava encerrada. Gritou, xingou, ameaçou e mandou eu me silenciar (o famoso cala boca com outros tons). Eu, dentro do meu carro, feminista, empoderada, consciente e escritora sobre a libertação da mulher. Eu, por pensar diferente, eu, por expor o que penso… eu independente e autônoma fui ameaçada com palavras duras e golpes na auto-estima por um homem que não se julga machista. Domar: reduzir à obediência submetendo-o pela força bruta ou à custa de exercício e ensino; amansar. Domesticar: “… do modo que possa servir ao homem”. Parece piada mas a graça é a base do machismo estrutural (aquele que a gente nem sente, é tão arraigado que as próprias mulheres reproduzem quando não entendem o que está por trás). E o que está acima dessa pirâmide sendo sustentada pelas piadas ? Agressores, violência emocional, física e até feminicídio. Antes de mim: Minha bisa, minha avó e minha mãe – todas silenciadas pelo machismo. Meu avô (que a Deusa o tenha em paz) domava cavalos (e mulheres) com a força bruta. Depois foi minha vez e a violência extrapolou do campo emocional e se manifestou em forma física. Por muito tempo eu me silenciei pra evitar confusões e por medo de me expor ou retaliações. Ano passado viajei + de 10 cidades do Brasil encontrando mulheres: em todas as rodas pelo menos um caso de abuso ou agressão física! Eu clamo pela liberdade de TODAS as mulheres porque eu mesma ainda estou agarrada nessa teia. TODOS estamos desconstruindo machismo, estamos transformando nossa cultura patriarcal que subjuga e subordina mulheres. Esse texto é porque me construí feminista as custas de MUITO tapa na cara (literalmente infelizmente). Domesticar mulheres é o ponto inicial pra explorar, ameaçar e infernizar a saúde mental. É tirar seu poder pessoal, Podar, castrar e silenciar pra que “se enquadre”. Você já passou por essa situação? A resposta é: sim ou alguém muito perto de você passou ou alguém perto está passando e você nem sabe.

Uma publicação compartilhada por Carolinie Figueiredo (@carolinie_figueiredo) em

Comentários