Deus Salve o Rei: Resumo dos capítulos de 26 a 31 de março

Rodolfo e Catarina se casam em Deus Salve o Rei – Foto: TV Globo/ Artur Meninea

No resumo desta semana de Deus Salve o Rei; Rodolfo e Catarina se casam; Ulisses sente ciúmes de Selena; Tiago beija Selena, e Afonso lidera reivindicações do povo.

Segunda-feira (26/03)

Amália e Catarina trocam provocações. Rodolfo nomeia Romero como o novo comandante do exército de Montemor. Brice avisa a Selena que fugirá de Montemor e aconselha a arqueira a fazer o mesmo. Amália diz a Afonso que percebeu que Catarina estava interessada em se aproximar de Levi. Catarina comenta com Lucíola que planeja conquistar a confiança de Diana. Selena confessa a Ulisses que foi ela quem salvou Brice da fogueira. Catarina garante a Virgílio que dificultará ao máximo a vida de Amália e Afonso. Catarina sugere a Rodolfo que a água seja racionada apenas para o povo de Atena que está morando em Montemor, o que deixa Amália e Tiago revoltados. Amália incentiva Afonso a agir como plebeu e fazer reivindicações junto ao reino de Montemor.

Terça-feira (27/03)

Afonso alerta Amália sobre o perigo de incitar as pessoas a se revoltarem contra o rei. Amália e Afonso incentivam as pessoas de Montemor a dividir sua água com as pessoas de Artena. Afonso é levado à presença de Rodolfo, que decide distribuir a água racionada igualmente a todos. Afonso fica impactado ao ver Catarina vestida de noiva. Amália decide ir ao casamento de Rodolfo com Afonso. Ulisses surpreende Brumela com a solução para os doces do casamento do rei. Amália se recusa a usar o vestido que Catarina mandou por Diana. Rodolfo e Catarina se casam.

Quarta-feira (28/03)

Heráclito diz a Madre Benedita que conta com a freira para fazer Lucrécia desistir do convento. Saulo tem a impressão de estar voltando a enxergar. Ulisses sente ciúmes de Selena ao vê-la dançando com Tiago. Irmã Benedita apresenta a Lucrécia a noviça Mirtes, que dividirá o quarto com ela. Lucrécia desmaia, quando Mirtes lhe conta que sua prima Catarina casou-se com Rodolfo.

Quinta-feira (29/03)

Lucrécia se recusa a deixar o convento, apesar da insistência de Heráclito. A população se manifesta de forma positiva em relação a Catarina. Amália insinua a Diana que ela está equivocada sobre Catarina. Tiago diz a Amália que é diferente de Diana. Rodolfo pensa em instituir o pagamento de alvará para todos os comerciantes, a fim de solucionar a crise financeira de Montemor. Mirtes revela a Lucrécia que nutre os mesmos sentimentos que ela por Catarina. Ulisses conta a Betânia que Romero fingiu que não o conhecia. Diante da revolta do povo frente às decisões impostas por Rodolfo, Cássio identifica a necessidade de Afonso assumir o trono de Montemor.

Sexta-feira (30/03)

Afonso propõe que se faça uma lista de reivindicações para ele negociar com Rodolfo. Rodolfo promete a Afonso que avaliará as reivindicações. Cássio afirma a Afonso que a única solução para Montemor é sua volta ao trono. Betânia se irrita com Romero ao ver o tratamento que ele está dispensando a Saulo, ao mesmo tempo em que renega Ulisses. Virgílio avisa a Catarina que Afonso lidera um grupo de pessoas que se reúne com frequência na taverna para fazer oposição ao rei. Catarina comenta com Virgílio que precisa conter a rebelião até a sua gravidez. Madre Benedita flagra Lucrécia comendo a comida clandestina de Mirtes.

Sábado (31/03)

Madre Benedita avisa a Lucrécia que se houver uma próxima infração ela será retirada do convento. Orlando avisa a Rodolfo que os trabalhadores de Montemor estão em greve. Catarina diz a Rodolfo que Amália e Afonso são os líderes da paralização. Catarina tenta instigar Rodolfo a prender Amália. Rodolfo e Catarina adoram a comida feita por Ulisses. Brumela promove Ulisses a cozinheiro. Tiago beija Selena. Saulo volta a enxergar. Virgílio avisa a Catarina que o povo está decidido a continuar com a paralização. Rodolfo e Catarina aparecem de surpresa na casa de Afonso e Amália.

Tags