Vítima de violência doméstica, Luiza Brunet desabafa: “Precisamos mostrar que merecemos respeito”

Luiza Brunet transformou-se em militante ferrenha após ser vítima de agressão – Foto: Reprodução/ Instagram/ @andrevelosoreal

Aos 55 anos, Luiza Brunet aproveitou o Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta quinta-feira (08/03), para continuar incentivando a luta contra a violência doméstica.

Agredida pelo namorado, o empresário Lírio Parisotto, em 2016, ela resolveu levar o caso a público. De lá para cá, vem usando suas páginas nas redes sociais para alertar outras mulheres sobre a importância da denúncia.

Militante ferrenha e defensora da Lei Maria da Penha, Luiza Brunet contou que a conscientização das mulheres é uma peça fundamental para mudar o comportamento de quem agride:

“A conscientização da população é muito importante para mudar o comportamento do agressor. Passar informação correta é parte do meu envolvimento no enfrentamento da violência contra mulheres. Precisamos mostrar aos homens que merecemos respeito em qualquer ambiente: casa, trabalho, rua ou meio social. A melhor forma é a reeducação”, disse.

À revista Marie Claire, a modelo contou que é preciso ter mais sororidade, solidariedade e respeito:

Luiza Brunet usa suas páginas nas redes sociais para alertar as mulheres sobre a importância de denunciar seus agressores – Foto: Reprodução/ Instagram

“Qualquer mulher pode contribuir com ações sócias, inclusive dentro da própria casa dando apoio a quem precisa, pegar pela mão e levar até a delegacia de mulheres. Exercer sua cidadania. Isso é solidariedade, companheirismo e respeito”, continuou.

À publicação, Luiza disse que entende que muitas mulheres resolvem não denunciar seus parceiros por medo da separação, rejeição e vergonha.

“Entendo isso perfeitamente. Porém os riscos de estar dentro de uma situação como esta é devastadora. É preciso ter coragem e mudar para o seu bem e dos seus filhos, caso os tenha. O conselho que eu daria para as mulheres é: libertem-se! Isso não tem preço. Apesar de não ser fácil, é possível se reconstituir. O respeito deve ser mútuo”, opinou.

No final de sua entrevista, Luiza contou que está se sentindo “grandiosa” neste Dia Internacional da Mulher, que aprendeu que as mulheres devem lutar pelo que querem, e ainda mandou um recado:

“Somos o pilar de uma família, responsáveis por educar e dar direcionamento aos nossos filhos, e isso já nos torna mulheres guerreiras”, completou.

LEIA MAIS:

5 famosos que emprestaram suas coisas para os fãs
Flávia Alessandra empresta vestido para seguidora
Desnude: Claudia Ohana transa com filho da amiga

Veja mais notícias de Famosos.