Mariah Carey é processada por assédio sexual e discriminação

Mariah Carey está sendo acusada de assédio sexual e discriminação por ex-segurança - Foto: Reprodução/ Instagram

Mariah Carey está sendo acusada de assédio sexual e discriminação por ex-segurança – Foto: Reprodução/ Instagram

Mais uma denúncia de assédio sexual tomou as páginas dos principais portais internacionais nesta quarta-feira (08/11).

Segundo informou o site TMZ, Mariah Carey está sendo acusada de discriminação e assédio sexual.

A denuncia foi feita por Michael Anello, dono da empresa que fez a segurança da cantora de junho de 2015 a maio de 2017.

Segundo a publicação, Michael contou que Mariah foi preconceituosa e o humilhou, o chamando de “nazista”, “skinhead” e “supremacista branco”.

Um documento que está em pose do advogado do dono da empresa de segurança afirma que “a cantora não queria pessoas brancas ao seu redor, apenas negros”.

Michael também está acusando Mariah Carey de assédio sexual. Segundo ele, a cantora teria feito “atos sexuais com a intenção de que os dois fossem vistos” pelo ex-segurança.

O assédio teria acontecido durante uma viagem a Cabo San Lucas, no México. Segundo Michael, Mariah o chamou em seu quarto. Ao chegar lá, ela estava o esperando de camisola transparente.

O empresário revelou que tentou sair do quarto, e que a cantora insistiu para que ele ficasse para arrumar suas bagagens.

Ainda segundo o TMZ, Mariah teria uma dívida de quase US$ 200 mil com a empresa de segurança de Michael. O empresário diz ainda que a artista havia prometido renovar o contrato por mais dois an0s, e que ela não teria honrado a promessa.

LEIA MAIS:

Viviane Araújo fala sobre suposto caso com MC Livinho
Ed Westwick, da série “Gossip Girl”, é acusado de estupro
Iza relembra racismo na infância e fala sobre o corpo ideal

Veja mais notícias de famosos.