Regiane Alves fala sobre papel de prostituta na série Cidade Proibida: “Uma profissão como outra qualquer”

Regiane Alves na pele da prostituta Marli, em Cidade Proibida – Foto: TV Globo/ Maurício Fidalgo

Após quatro anos longe da telinha, Regiane Alves voltará à TV na pele de Marli, uma prostituta que irá agitar a vida do detetive Zózimo (Vladmir Brichta) na série Cidade Proibida.

Com estreia marcada par ao próximo dia 26, a atração terá o submundo da cidade do Rio de Janeiro (na década de 50) como pano de fundo.

Ao falar sobre o processo de pesquisa para a personagem ao jornal Extra, nesta quinta-feira (31/08), Regiane contou que conversou com uma prostituta da época durante seu laboratório, e disse que começou a enxergar a prostituição como uma profissão qualquer:

“O bacana desse processo de pesquisa foi poder enxergar a prostituição como uma profissão como outra qualquer, sem o preconceito que, às vezes, a gente tem. As prostitutas precisam dos mesmos direitos de trabalho que todo mundo”, explicou Regiane.

Regiane Alves e Vladimir Brichta farão dupla imbatível em Cidade Proibida – Foto: TV Globo/ Maurício Fidalgo

“Conversei com uma ex-prostituta da época, que disse ter saudade daquele tempo. Ela, inclusive, tatuou no braço a frase ‘Eu sou puta’. A gente vive o preconceito em relação a tudo, sempre julgando. Precisamos aprender a respeitar mais o próximo”, opinou a atriz, que acaba de completar 39 anos.

A preparação para a personagem também inclui cuidados para o corpo, segundo revelou a atriz:

“Eu fiz de tudo para ficar mais magra. Eu procurei um médico. Entrei na dieta, massagem, pilates. Faço drenagem uma vez por semana e ajuda muito. Mudei bastante meu corpo. Venho mantendo.”, revelou.

Ao site oficial da atração, a atriz também comentou o cabelo curto, muito usado na década de 50:

“Estou amando meu cabelo. Aposentei as minhas escovas. Acordo e já estou pronta. O único problema é que tem que cortar de 20 em 20 dias. Meu marido amou. Eu mostrei para o meu filho e ele ficou empolgado também. Ele disse que meu cabelo estava igual ao dele (risos)”, contou.

O visual não foi escolhido por acaso, segundo explicou a artista:

“A Marli é uma prostituta e geralmente a sensualidade é com o cabelão, mas a gente quis mostrar um outro lado, que dá para ter essa sensualidade com o cabelo curto. Esse cabelo é bem da época e o figurino é superjustinho também”, completou.

Cidade Proibida, de Mauro Wilson e Mauricio Farias, irá ao ar em setembro, e será exibida logo após A Força do Querer.

Comentários