Lançando CD gospel, Nãna Shara diz que ficou quase dois anos sem sexo: “Só na lua-de-mel”

Nãna Shara diz que ficou quase dois anos sem sexo para conhecer melhor o marido - Foto: Reprodução/ Instagram

Nãna Shara diz que ficou quase dois anos sem sexo para conhecer melhor o marido – Foto: Reprodução/ Instagram

Após sete anos sem lançar nenhum trabalho oficialmente, Nãna Shara (filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes) resolveu investir no gospel.

Prestes a lançar o CD Novo Céu, álbum religioso “com uma veia pop- rock forte” onde a guitarra é a estrela, ela contou ao jornal Extra desta segunda-feira (19/12) que cuidou de tudo para que o disco ficasse com sua identidade musical, do vocal ao teclado anos 70.

À publicação, Nanã também falou sobre casamento e a escolha pelo relacionamento em santidade.

Assim como a irmã Sarah Sheeva, que afirmou recentemente que estava há pelo menos “10 anos sem ver aquilo maravilhoso”, ela revelou que ficou quase dois anos sem fazer sexo com o marido apenas para conhecê-lo melhor.

Pastora na Igreja Apostólica da Restauração, em Copacabana (Rio de Janeiro), ela é firme ao explicar a escolha:

Há sete anos sem lançar nada oficialmente, Nãna Shara volta com CD gospel - Foto: Reprodução/ Instagram

Há sete anos sem lançar nada oficialmente, Nãna Shara volta com CD gospel – Foto: Reprodução/ Instagram

“Se não serve para ser meu amigo, não serve para ser meu marido. Eu precisava conhecer a pessoa com quem pretendia me casar. Ficamos 1 ano e 8 meses tendo um relacionamento, nos conhecendo, mas sem sexo”, revelou.

Segundo Nanã, o sexo não tem uma importância muito relevante na união. As brigas são resolvidas na conversa:

“Deus sustenta. Sexo é importante, mas não é tudo. Se for, quando você ficar velha, a carne mole, se ficar doente, a pessoa te larga. Num relacionamento em santidade, você não precisa juntar as escovas de dentes para conhecer o caráter, você conhece antes, porque não tem o sexo para entreter, para camuflar as diferenças. Muitos casais resolvem as divergências na cama. Em santidade, é na conversa”, explica.

Após esse período de conhecimento, no entanto, Nãna diz ser uma mulher realizada na vida íntima:

“Preciso dizer que o meu relacionamento sexual com meu marido é melhor do que eu poderia sonhar, sou muito realizada na vida íntima”, confessa.

Nãna Shara e o marido, Brinco, comandam o Ministério Firmados na Rocha - Foto: Reprodução/ Instagram

Nãna Shara e o marido, Brinco, comandam o Ministério Firmados na Rocha – Foto: Reprodução/ Instagram

Drogas e bullying na infância

A religião acabou com um terrível “vazio existencial” na vida de Nãna Shara. Ao jornal, ela contou que sofria muito bullying na infância, por causa da “beleza exótica” da família, e contou que teve liberdade para experimentar drogas:

“Minha família tem uma beleza exótica. Somos uma mistura de índios com europeus, branquinhos, de narizinho e com a boca enorme. Lá fora é sucesso, mas aqui a gente era E.T., anormal. Sofri muito por não ter o padrão comum de beleza, as pessoas me excluíam, eu fazia parte do grupo das feinhas, gordinhas, narigudas, bocudas… Não me sentia aceita, amada”, disse Nãna.

“Experimentei drogas, como a maioria dos jovens, mas não tinha fascínio por isso. Minha mãe me deu liberdade para eu achar o limite. Quando vi, aquilo não me completava, me fazia mal, tirava minha sanidade, o meu equilíbrio”, completou.

Comentários