Em Liberdade, Liberdade, Bruno Ferrari diz: “Saí da Record no momento certo”

Bruno Ferrari em "Liberdade, Liberdade" - Foto: Globo/Paulo Belote

Bruno Ferrari em “Liberdade, Liberdade” – Foto: Globo/Paulo Belote

Bruno Ferrari não esconde a felicidade com sua nova fase profissional e pessoal. Em entrevista para o jornal Extra, publicada nesta terça-feira (19), o ator comentou a troca de emissora e seu trabalho em Liberdade, Liberdade, em que interpreta o mocinho Xavier.

“Saí da Record no momento certo. Acreditava que já tinha cumprido o meu tempo, a minha missão. Pude trabalhar com todo mundo lá, com profissionais maravilhosos, mas queria conhecer pessoas diferentes e consegui essa chance na Globo. Estou mais maduro como profissional e pessoa. Hoje, estou virando uma etapa na minha vida”, declarou o ator.

Para a trama das 23h, ele deixou os cabelos crescerem e emagreceu alguns quilos. O resultado poderá ser visto nas cenas quentes que protagonizará com Andreia Horta, no papel de Joaquina: “Teremos muitas cenas sensuais. A novela é um pouco a vida como ela é. O sexo entra nesse contexto do tempo em que a história se passa. Temos um bordel, existia uma decadência naquela época. O autor retrata bem aquele ambiente”.

Além do novo trabalho, Bruno também se prepara para ser pai, já que sua mulher, a atriz Paloma Duarte, está grávida: “Eu não durmo mais. Estou muito ansioso. Participo de tudo. Adoro”.

O ator também revelou que gosta fazer as vontades da mulher: “Ela tem desejo todo dia, velho! Todo dia! Mas não são desejos mirabolantes (risos). São coisas fáceis. Ela pede pipoca, por exemplo. Moleza, né? Estava conversando com um amigo, porque a mulher dele sentia cheiro de cimento e queria comer tijolo (gargalhadas). Com a minha mulher está fácil. Eu ainda não tenho que ir à obra para pegar tijolo”.

Comentários