Caderno de anotações com letra de música é usado em processo de plágio contra Ivete Sangalo

Ivete Sangalo - Divulgação

Ivete Sangalo durante apresentação. Crédito: Divulgação

Ivete Sangalo enfrenta mais um capítulo no processo que responde por suspeita de plágio. Dessa vez, foi adicionado aos autos do trâmite um caderno de anotações que comprovaria que a canção Sorte Grande, foi composta por Rosenilda Tolentino Ogando.

Rosenilda move uma ação contra a cantora desde 2010, no qual garante ser a autora da música que foi hit da Copa do Mundo daquele ano.

As anotações já foram periciadas a mando da justiça da Bahia. Além de Sorte grande, no caderninho aparece ainda a letra de Flor do Reggae, música gravada pela morena e que também seria um plágio, informou o jornal Extra.

Oficialmente, Sorte Grande aparece como sendo de autoria do compositor Lourenço, no entanto, ele não é apontado como réu. Além da artista, a Universal, a produtora Caco de Telha e a Caco Music, sendo estas duas últimas empresas da cantora, também aparecem citadas no processo.

No próximo dia 7 de outubro, Ivete Sangalo é aguardada na audiência que deve decidir sobre o processo. Rosenilda Tolentino Ogando da Silva pede 1 milhão de reais pela música.

Comentários