Babi Rossi sobre namoro com Olin Batista: ‘Levou muito tempo para ficar sério, não saí com ele na primeira noite’

A panicat Babi Rossi e o DJ Olin Batista - Créditos: Reprodução/Instagram

A panicat Babi Rossi, que há seis meses namora o DJ Olin Batista, revelou que demorou algum tempo para o relacionamento dos dois ficar sério.

Segundo ela, no início o rapaz tinha a mesma imagem generalizada que os homens têm das panicats, mas isso mudou ao se conhecerem melhor:

“Ele tinha a mesma visão que muitos homens tinham sobre mim. Depois que a gente se conheceu, ele falou que viu que sou outra pessoa. Levou muito tempo para a gente namorar; não saí com ele na primeira noite. Primeiro, foram só os beijinhos — ficada de adolescente mesmo — para depois ficar mais sério. Por ele, eu não trabalhava, mas ele me respeita muito e nunca criticou minha profissão”, contou ao site oficial do Pânico na Band.

LEIA MAIS: Nicole diz que Luana Piovani precisa de terapia
LEIA MAIS: Panicats precisam ser corajosas’, diz Babi Rossi

Em outro trecho da entrevista, a bela disse que já pensou em desistir de ser panicat por conta de boatos maldosos e mentiras disseminadas na internet:

“Quando veio aquela declaração da Dani Bolina, dizendo que tinha garotas de programa trabalhando no Pânico, eu recebi vários recados pela internet falando mentiras sobre mim. Eu chorava muito e não aguentava mais tanta falação. Até pensei em desistir do programa, mas quando falei com meus pais, eles disseram que as pessoas sempre julgam o outro por qualquer coisa e que eu sempre serei julgada. Hoje, se leio algum comentário maldoso sobre mim, eu só apago. Não respondo e nem dou ibope para a pessoa”, desabafou.

Babi afirmou que não sabe se já existiu alguma garota de programa trabalhando como panicat, e afirmou que, se fosse prostituta, não veria problema algum em assumir:

“Alguém paga as minhas contas? Ninguém tem nada a ver com a minha vida! O corpo é meu e faço dele o que eu quiser”, finalizou.

Comentários